A Terra Árida

The Waste Land, T.S. Eliot (1922)
Tradução de Gilmar Leal Santos
Ilustrações de Paolo Ridolfi
2017, Capa Dura, 256 páginas

“Abril é o mês mais cruel…” é um dos versos mais famosos da poesia ocidental. Talvez seja o mais lembrado. Por outro lado, muitas vezes é o único verso lido do poema inteiro.

O poema de T.S. Eliot exige exegese. E estudo. É um poema difícil e lindo que, apesar de ser do início do século XX, mantém, ainda hoje, sua atualidade.

Este livro não é uma análise do conteúdo ou das técnicas do poema. É uma abertura para múltiplas leituras. Além da tradução integral do poema e das Notas do Autor, o leitor encontrará nas Notas do Tradutor uma pesquisa minuciosa feita por Gilmar Santos, com a transcrição de trechos significativos dos textos citados por T.S. Eliot, abrindo algumas portas para o acesso às referências presentes em “The Waste Land” e para o contexto dos versos.

O livro traz ainda uma seção com as vozes do poema (uma das melhores diversões que o poema nos proporciona) e, por fim, as belíssimas ilustrações do artista plástico Paolo Ridolfi, ampliando ainda mais a rede de discursos que murmuram no poema.

  • MÍDIA DIGITAL
  • MÍDIA FÍSICA

Rever

Não há comentários ainda.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *