Poemas

[contact-form-7 404 "Not Found"]
livro_hoje_o_mar_esta_calmo

Hoje o mar está calmo

Caixa de lembranças A fotografia na caixa de lembrançasDesenterro um agosto amargoO cachorro sumidoAmor, tirano!Fecharam a entrada da mata que havia perto de casaPorta-retratosQuando o mar recuou mostrando mais a praiaTimaçoAí, colocaram-no em um caixão de madeiraAté pensei em mudar de cidadeQuando o mundo acabarIsso não é humano | Amor é uma palavra forte

Calafrios Nós nos sentamos à beira do lagoJá vi pinguim, já vi cometaNão existe uma bala com o meu númeroAs folhas caídas, ainda verdesUm calafrio me bateu bem no meio da nucaVamos falar da quietude que só nós conhecemosNo princípioHá muito que a terra me conhece!Eis-me aqui de novo nesta estaçãoMaritacas filhas da puta!Then that weird little lady threw me this

Deslembranças A noite desabou sobre mimDeslembranças |Os ipês têm uma cançãoGazal da procrastinaçãoParaThe corpse of Benito Mussolini, ants & spidersEntão, nós, os pusilânimesCom um papel manteiga vermelhoA metade e meiaHoje, não me peça um verso fácilIdeia toscaHá muita coisa acontecendo

Anunciação A Virgem responde ao Anjo anunciadorSe, um dia desses, você encontrar BudaJuro que era sem quererNo ar morno e úmido que exsuda do asfaltoAtaque parnasiano à la José AlbanoSinto que alguém nos espiaQuando o amor é um beijoE por que a gente não dirige até o Uruguai?TalismãsHoje o mar está calmo