O fogo

[contact-form-7 404 "Not Found"]

O fogo


20 de março de 2019

Com os olhos semiabertos
e ainda borracho por um resto de sono,
vejo três raios de luz a invadir a fresta da cortina mal fechada.

Três raios de luz para aquecer a parede fria
de uma manhã de inverno.

Naquele exato instante de indefinição entre sonho e realidade
fecho os olhos, mas os três raios ainda reluzem
como um clarão absorvido pela minha mente mata-borrão.

Da maneira que uma mariposa é atraída pela luz,
minha imaginação tenta seguir o clarão furta-cor.

Mas as buzinas e o alarido de uma cidade já desperta
me desconcentram, enchem minha cabeça de ideias e
me fazem perder o rastro da luz já tornada tênue.

Amanheço, abro a cortina
e deixo entrar um mar de luz.

Deixe um comentário