Com um papel manteiga vermelho

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Com um papel manteiga vermelho


22 de março de 2019

Com um papel manteiga vermelho,
sustentado por duas varetas de bambu,
alguma cola e engenharia,

eu fiz uma pipa para o meu menino;
assustadoramente, ela voou;
ganhou o céu com uma linha 10 no cabresto.

Arte povera! Penso.
Um instante de poesia feito
uma carriola vermelha na chuva.

Uma cena para desentender o presente,
com suas multitasks
e seus minutos cada vez mais curtos.

Olho para o passado,
para a arte que nos foi legada
e para a imaginação lenta

que nos compele e faz voar,
porque tudo já foi pensado e feito;
já se dizia e se diz, ainda hoje.

O que a geração do menino pensará
de William Carlos Williams
ou de Boetti?

Deixe um comentário