Cativo

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Cativo


28 de fevereiro de 2019
Tags:

Apenas desata minhas amarras,
Porque da mordaça, eu darei conta
Abre as trancas, afrouxa tuas garras,
Finge que és cega se vês afronta…

Mas deixa-me partir, dar-te as costas,
Dá-me perdido, caminho errado;
Conta-me um prejuízo de aposta,
Um sem-alma, um pobre dum coitado.

Larga a vigia, não me esperes de volta
Ignora saber do meu paradeiro
E mascara a tua cara de revolta.

Deixa-me livre, ser eu por inteiro,
Porque assim, inteiro, estarei vivo;
Que assim, continuo a ser teu cativo.

Deixe um comentário