Até pensei em mudar de cidade

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Até pensei em mudar de cidade


22 de março de 2019

Até pensei em mudar de cidade,
outros ares,
outras esquinas,
outros bares, outras cantinas.
Colocar todos os meus bens
numa trouxa, minha viola num saco
e achar outra praia que me queira.

Aqui, por toda rua que passo,
vejo meus passos, minhas ruínas;
vejo tantos anos desperdiçados,
gastos, destruídos.
Por onde tudo me foi errado,
negado ou perdido.
Por aqui, envelheci.

Mas não acho que vou achar outra cidade,
nem outra praia para me tirar o grisalho;
para eu esquecer as casas
e os bairros onde morei;
ou para me dar o prazer de andar
nestas mesmas calçadas desniveladas,
velhas conhecidas das minhas pegadas.

O fantasma desta cidade vai me perseguir.
Não há caminho para fora daqui.
Sei que destruí todas as alternativas
para um novo endereço,
para um novo começo,
quando joguei minha vida no lixo
inexistente destas esquinas.

Aí, você me diz:
“Sair daqui é só pensamento besta
que só te faz parecer infeliz;
é sonho de puta!
Deixa o teu coração escolher
o melhor algar para ser
enterrado.”

Deixe um comentário