A Virgem responde ao Anjo anunciador

[contact-form-7 404 "Not Found"]

A Virgem responde ao Anjo anunciador


22 de março de 2019

Não preciso que fales mais,
Gabriel,
preciso que cantes.
Então, canta para eu sorrir,
mas a canção do lírio e do alecrim;
aquela que me dá uma tristeza sentida
e que me deixa o peito aflito,
não canta.
Canta, sim,
a canção do homem, do meu Menino,
a canção do meu destino.

Sabia, mesmo antes de dizeres,
amparada na eternidade,
predestinada de nascença,
tocada pela Chama da Trindade;
que não fora escolhida só para conceber,
nem só para sofrer dor intensa
— a qual suportarei forte.
Ainda assim, por sentença,
serei mãe e intensamente sofrerei
a dor mais dolorida de minha grei.

Para ser intercessora,
o caminho mais suave, fiadora,
é que fui escolhida!
Sem valimento, querido alado.
Interceder é o meu fado:
Levar as súplicas, as esperanças
os pedidos sofridos,
de quem me pede,
até os ouvidos
de quem cresce em mim:
O cordeiro Pastor,
A nova aurora,
O Sem-fim.

Canta, doce anjo,
canta mais.
Canta a minha alucinação —
essa Luz ao teu lado, a visão
que me acalma o pavor
de não ter a força nem o candor
de mim esperados.
Canta e anuncia, querubim,
não mais para mim,
anuncia ao mundo
que a Intercessora já aceitou
a sua sina de ser a senda
iluminada para o Mistério profundo!

Deixe um comentário