A união

[contact-form-7 404 "Not Found"]

A união


20 de março de 2019

Amam-se, Bia e Roberto,
com o amor morno de primavera;
como o café passado às sete que se toma às dez,
como a emoção de ver um filme já visto.

Amam-se com um amor que nunca foi mar agitado
porque, desde sempre, é lago manso.
Amor sem abraço sem motivo,
sem promessas ou juras de eternidade.

Acostumaram-se assim: sem arriscar no tempero;
sem suspiros e sem barulhos novos no quarto.
Mas amam-se. E isto é raro e bastante.

“Cada roca com seu fuso, cada terra com seu uso.”
Nenhum dito lhes é melhor, nem mais certo.
Não existe o amor correto.

Deixe um comentário