A espera

[contact-form-7 404 "Not Found"]

A espera


20 de março de 2019

No princípio…

Mais uma vez, o trem na estação pálida
ainda com o banco quente do seu calor
e eu aqui frio de saudades e saudades.

Nenhuma palavra, nenhum gesto ou soluço.
O trem na estação incolor e seus restos;
e eu, um deles, simples como um copo vazio.

Assim, como no princípio, eu, você e o trem,
sem rastro do futuro, sem sombra do passado.
Só o verbo no presente, sem nenhum sentido.

Deixe um comentário