A aproximação

[contact-form-7 404 "Not Found"]

A aproximação


20 de março de 2019

Pequenos retalhos de pele velha,
finos como escamas de cebola,
descolam-se de meu corpo
neste exato momento.
A roda da fortuna e suas fiandeiras
me espreitam de rabo de olho.
Procuro ser simpático com as moiras.
Elas me retribuem
e me sorriem.

Sou um desaprendiz!

Esses anos todos me debato
na gaiola que é esse mundo
e agora, descascando, desaprendo o gosto
do que costumava ser a felicidade.
Não tenho tido sucesso:
Lembro cada detalhe.
Também não desaprendi a fazer pipas,
mas perdi a prática de sentir o vento
que bole seus franjados.

Sou um desaprendiz!

Na sorte que tive no passado,
procuro motivos para desistir de desaprender.
Em um recanto entre o céu e as estrelas,
cerca-me pelos flancos,
pendurada entre frações de memória,
a paz da insânia, acordada e alerta,
armada de poderosos argumentos
contra o meu intento.
E as fiandeiras me espreitam, ressabiadas.

Deixe um comentário